quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Palavras ouvidas


A aqueles quem tem por merecer ver o sol

nascer longe das grades e da dor... tortura.

Sangue sem culpa mostra injustiça crueldade.

Roubada liberdade!

Do ser humano por direito é..

de se expressar, e de viver.

Po vez que lhe é tirada. nao lhe sobra nada.

Afastando-os dos seus direitos,pondo-os

longe bastante para que seus gritos que clamam por justiça nao alcancem

os que lutam pela mesma.

prisao! tortura! morte!

Violam os corpos! Calam as bocas!

Reprimem as mentes!

Façam com que suas palavras

sejam ouvidas!

Anistia!

domingo, 4 de janeiro de 2009

sangue derramado

Chora, chore o quanto quiser. Nada do que você fizer mudará minhas prerrogativas. Os censores comprovam, os fatos são escandalosos e cospem nas faces daqueles que ousam defender a candura frente ao Abominável. Sim, pois é abominável saber que a Grande Vida e o Destino multiplicam-se como pestes e afundam em mediocridade este reino já tão sem brio. Por toda parte vejo o Fútil, o Desnecessário, o acúmulo do Frágil e de leitos imundos para abrigar esta geração que perpetuará a raça miserável a que pertencemos. Alguns me interpelam e propõe, ridiculamente, um processo lento e gradual onde, de forma voluntária, estes vermes abdicassem de multiplicar-se. Ora, não precisamos de outras utopias e sim da audácia de um Herodes ainda mais insano e sedento de crime. Eu estou indo agora e não descansarei até que todos, absolutamente todos, vejam que minhas palavras têm peso de ferro e a forma de uma lâmina.

o novo pagao


Não quero ser puro nem exemplo para ninguém / Nem trilhar o caminho que você diz que é o do Bem / Nas suas palavras eu não acredito não / Prefiro meus pecados a sua suja salvação Eu nego - os sacramentos / sua cruz-decadência / renasço-vigoroso e feliz / o advento - de um novo pagão / destruir . aniquilar - a maldita fé cristã !! Queimarei o paraíso celeste / ao invés de luz eu levarei a peste/ no meu coração o amor deicida/ matando a verdade, fazendo a vida / abraçarei a carne, renegarei o Santo Espírito/ estuprarei a Virgem e seu Filho maldito / Ó , Deus , nasci apenas para lhe odiar / somente seu sangue irá me saciar. Pai nosso, se estais no céu, amaldiçoado seja seu nome, que a peste destrua teu reino, seja impotente a tua vontade, assim na terra como no quimérico céu / o seu pão infecto que me dás renego hoje / aumentarei contra ti minhas ofensas / assim como aumentarei a descrença dos que eram por ti ofendidos / eu não mais acredito na salvação / e abraço todo o seu Mal / amém

(life is a lie)

sábado, 3 de janeiro de 2009

gritos em prol da liberdade


"atribuir valores
Avanço
progresso
retroceder a elite."






PEDRA



Uma geração com olhos para o oeste.Buscando no passado recontruir o futuro.O direito ao retorno alimenta a coragem.Em tempos de desespero sob a ocupação.Filhos que não temem carregar a chama,explodem em Fúria num grito por liberdade.Pedras contra Tanques, armas contra misseisA cruel realidade de uma luta desigualopressão finaciada pelo cúmplice americano.Agora Davi é palestino.Assinatos em massa, cidades devastadas.Familias soterradas em suas proprias casasMassacres para conter o terrorismoTática absurda de um estado sem memóriaA morte da justiça, diante do mundo que se calaA morte da justiça, a humanidade é enterradaUsando o Holocausto como desculpa.A tirania se torna aceitavel.A hipocrisia impede de enxergar.O que leva alguem a virar uma bomba.

Armes, poings et roches, désir de sang


O prato esta servido novamente com todo desprezo para sua falsa vida. Ainda hoje continua a engolir toda mentira enlatada com sabor de seu próprio sangue e tem um perfume da mais cara loção francesa que jamais seu dinheiro poderá comprar.
Há tempos que seu próprio EU se enforcou com os lençóis do orgulho. Pois falhou ao se envolver com os mais miseráveis que se rastejam procurando a sua própria face estirada na mais longa avenida vazia aos olhos de quem ainda procura sua virtude aquela que nunca existiu.
Gritos mudos explodem em meus ouvidos. A nostalgia que sinto não a reconheço mais, pois a raiva tomou conta de mim.
Às vezes faço analogias entre eu com um balão de ar (colorido por fora, vazio por dentro),mais simples que isso esta resumido ao cadáver de seu caráter que foi apunhalado,onde não adiantou de tanto masturbar-se pela garota mais linda do colegial, a bailarina do sexo.Pois hoje ela sente nojo da sua cara.
Estou perdido, agora indo em direção do lugar aonde vim. O LIXO.
A única coisa que sinto nesse momento e uma enorme ânsia de vomito uma vontade de atirar pedras para o alto e esperar que elas caíssem.
O lucro e visto como uma chuva de desejos e você só precisam entregar-se a ele. Em todo esse tempo você foi iludido.
Agora sinta o cheiro de merda de todas as latrinas pule no poço mais profundo que você encontrar talvez isso traga sua liberdade.
Aumente sua capacidade de agir perante sua existência, esse blog permanece e sempre permanecera atrás de perguntas a tudo que se deixa sobrevoar no gasto da mentira e da razão imposta a concordâncias pessoais mais fáceis de atacar. Seu medo desencontra-se no sentimento flácido da dor. Se pessoas ate hoje lutam para comer o seu desespero sem saber pra onde ir. Espere-nos através da raiva e frustração.
Levantaremos os punhos, seguiremos em frente sem jamais fraquejar diante dos que nos oprimem. O que preciso neste momento e que alguém leia uma poesia em voz alta.
“Armas, punhos e pedras. Desejos de sangue e explosão de ódio em minhas mãos”

sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

America paraa todos (constrito.Um fio de vida no circulo da morte)




Traga seu perfeito moto de vida, para nós nação atrasada Imponente figura branca e machista.Traga o progresso para nós mestiços.Manipule nossos governos,instale seu neo-liberalismo assassino.Faça-nos sentir o gosto azedo da falsa liberdade.Nossa economia depende da sua,pois somos um país satélite do seu império.Une-nos o quanto quiser, abuse dos nossos recursos.Quando não houver mais nada, deixe-nos afogar na miséria profunda!Este país é violentado pelo G7,sua globalização consome nossa identidade.Impondo uma única cultura baseada no lucro,na exploração e na maquinização da vida.Indivíduos tornam-se números;sua ótica é fria, desumana e megalomaníaca.O neo-liberalismo que você adota diz defender a livre concorrênciado mercado de consumo mas todos sabem que são as multinacionaisdo G7 que dominam a produção.Há um totalitarismo disfarçado em todos os níveis sócio-econômicos,onde quem quiser ser independente dessasmultinacionais é imediatamente esmagado


Agora que voce esta satisfeito,mude de canal, pare a musica, junte-se a nos, estamos lhe esperando para um jogo de pc man.

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

eliminando o anjo


Aquelas noites que penduram por uma linha Incerto se era o desejo ou o desespero que me mantiveram a respiração do desenho. Quando todos meus sonhos vieram para baixo. A esquerda de mim apenas uma outra parte de carne. Para você eu carrego minha vida, sobre em meus dentes Através dos anos traídos e dos rasgos sangrentos E poços onde você pode somente rastejar… E na poeira o fim de todos meus medos, Nada sobre pode alcangá-lo dentro aqui Santamente de holies, o altar das moscas. E eu dormirei em seu abraço hoje à noite. Extrai-me. próximo momento fecharei meus olhos e eliminarei aquele que recita poesias manchadas de sangue e escritas com gasolina.

hoje ele esta enterrado sob tua casa